wrapper

Por Andressa Guimarães

Durante o mês de fevereiro, dois funcionários da Fundação CDL Pró-Criança, Douglas Gomes e Felipe Marques, ministraram palestras para aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET) com objetivo de discutir questões diversas relacionadas à juventude. Uma das palestras abordou o desenvolvimento de relacionamentos amorosos e o envolvimento em relacionamentos abusivos e, na outra, foram debatidos aspectos relacionados à finalização do contrato de aprendizagem e à efetivação dos jovens como funcionários nas empresas. 
No dia 11 de fevereiro, o psicólogo e monitor de acompanhamento da Fundação CDL, Douglas Gomes, realizou uma roda de conversa com os 70 aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET) com o intuito de debater sobre relacionamentos abusivos e mostrar aos jovens formas para identificá-los. As discussões foram iniciadas a partir da leitura de um texto de referência e, posteriormente, os jovens puderam compartilhar suas experiências e conhecimentos sobre o assunto. Ao longo da conversa, várias intervenções foram realizadas para maior reflexão e aprofundamento do tema. Foi perceptível que esse espaço de diálogo contribuiu para maior conscientização dos jovens sobre as diversas formas de violência existentes em nossas relações afetivas. Eles perceberam a importância da identificação de sinais de ciúmes, opressão e controle que jamais podem ser confundidos com amor. Destacaram, ainda, a necessidade da desconstrução da lógica machista para o enfrentamento do feminicídio. Ao término da atividade, os aprendizes perceberam a importância de sempre se manterem em relacionamentos saudáveis para o seu bom desenvolvimento pessoal e também profissional.

Já no dia 26 de fevereiro foi a vez instrutor de treinamento da Fundação CDL, Felipe Marques, ministrar uma palestra para cerca de 30 aprendizes da turma do ‘Mundo Jovem III’, que estão em fase de encerramento de seus contratos de aprendizagem. Na ocasião, os jovens foram provocados a conversar sobre as diversas inquietações pertinentes ao encerramento deste ciclo e ao mercado de trabalho de modo geral, pois essa é uma fase marcada por muitos desafios. Após o término da aprendizagem, cada jovem contratado como funcionário por uma empresa parceira precisa justificar sua permanência com muito profissionalismo e os demais, que não houverem sido contratados, deverão utilizar a bagagem adquirida para conquistar novas oportunidades. Assim, pensando em todos esses quesitos, Felipe conduziu a palestra com base no seguinte roteiro:

• Dinâmica “Ritmo”: desafios enfrentados e a importância de se preocupar com a fluidez dos processos de trabalho;
• Atividade “Mosaico”: blocos de habilidades envolvendo assuntos como currículo, processo seletivo e Indústria 4.0;
• Jogral “Renovação”: reflexões sobre níveis de satisfação e foco nas experiências positivas;
• Dinâmica “Corrente”: entendimento da carreira profissional como um processo inacabado e a importância do marketing pessoal e do networking.

As atividades possibilitaram aos aprendizes o reconhecimento de competências relevantes para a atuação de um funcionário no âmbito empresarial, além de permitir o desenvolvimento e a potencialização dessas competências.


Last modified on Sexta, 01 Março 2019

Conheça a Fundação CDL

A História da Fundação CDL Pró-Criança começou em 1986, com a iniciativa de empresários do comércio, ligados à CDL/BH que resolveram se mobilizar em torno dos problemas que afetavam a vida das crianças de Belo Horizonte.

A entidade cumpre sua missão de levar igualdade de oportunidades às pessoas e contribuir para a construção de um futuro melhor, fortalecendo e exercendo a cidadania.

FCDL News

Dê a um jovem o seu primeiro emprego!
15, 16 e 17 de setembro, a partir das 9 horas
Contrate estagiários por intermédio da Fundação ...